segunda-feira, 2 de maio de 2011

Pearl Jam - Jeremy e Sua Real História…

Jeremy é uma das musicas mais conhecidas da banda Norte Americana Pearl Jam, lançada inicialmente no  CD de estreia da banda  (Ten de 1991), Jeremy é a Sexta musica de um total de 11. Ela divide espaço com outros clássicos da banda como: Alive, Even Flow, Black, Once e Oceans. Jeremy possui uma história no mínimo curiosa por traz de sua criação.

Eddie Vedder vocalista e principal compositor da banda escreveu essa musica com base em na historia de Jeremy Wade Delle, em uma entrevista concedida em 2009, Vedder disse que ele sentiu que "precisava pegar aquela pequena notícia de jornal e transforma-lá em algo que causasse uma reação, transformar em algo maior."

Titulo da Noticia: “Adolescente de Richardson se suicida em frente aos colegas de classe”

Um colegial de uma escola de Richardson, descrito como tímido que estava ainda em fase de entrosamento fatalmente se suicidou em frente de seus 30 colegas de classe. Segundo a polícia, Jeremy Wade Delle, 16, que havia sido transferido de uma escola de Dallas, morreu na hora após puxar o gatilho de uma Magnum calibre .357 enfiada em sua boca, por volta das 9:45 da manhã. Por ter perdido o horário da aula, sua professora de inglês do segundo ano pediu a Jeremy que fosse na secretaria pegar uma autorização de entrada por atraso. Ao invés disso, ele retornou a sala de aula com a arma.

Ele falou diretamente, na frente da sala:
-Professora, eu peguei o que eu realmente queria pegar!

Então colocou o cano da arma na boca e atirou, segundo relatou o sargento Ray Pennington, porta voz da polícia. O tiro se deu antes de que estudantes ou da professora Fay Barnett pudessem impedir. O ocorrido chocou os alunos e os empregados da escola. Brian Jackson, de 16 anos, disse que estava abrindo o seu armário no corredor do lado de fora da sala de Jeremy quando ouviu um barulho, que pareceu ser alguém largando um pesado livro sobre a mesa. Eu achei que estavam encenando alguma peça pra um trabalho ou coisa parecida. Mas então eu ouvi muitos gritos e uma menina loira saiu da classe chorando desesperada.


Assustado porém curioso, Brian foi ver dentro da sala o que estava acontecendo, quando viu o corpo de Jeremy no chão, sangrando. A professora estava contra a parede, chorando e tremendo.. Algumas pessoas estavam segurando ela, porque ela parecia estar quase desmaiando. Outro estudante, Howard Perre Felman, do 3o ano, estava numa aula de política quando ouviu o tiro, no começo os colegas fizeram piada do barulho, pensando que era alguém aprontando alguma brincadeira, ele disse.


Mas então escutamos uma menina gritar correndo pelo corredor. Era um grito de desespero, vindo do coração, emocionado. O sargento Pennington relatou que Jeremy aparentemente tinha premeditado tudo de alguma forma, porque havia deixado um bilhete suicida com um colega de classe. Os investigadores não quiseram revelar o conteúdo do bilhete.O diretor Jerry Bishop disse que Jeremy assistia às aulas esporadicamente, e que tinha se encontrado com o rapaz e seu pai para discutir o problema, porém não houve resultado.

O sargento disse que a polícia não faz a mínima idéia de como o jovem conseguiu a arma nem do porquê de ter se matado em plena sala de aula lotada. Os colegas de Jeremy que presenciaram o suicídio imediatamente se traumatizaram e necessitaram ser recolhidos a uma outra sala para ajuda psicológica. Uma equipe de 30 conselheiros e psicólogos voluntários atendeu os alunos.


As aulas continuaram durante todo o dia. Alguns alunos foram autorizados a sair mais cedo mas os psicólogos encorajaram todos a permanecer para poderem dar ajuda psicológica mais profunda. Poucos estudantes conheciam Jeremy porque ele tinha entrado na escola a muito pouco tempo, em. Eles o descreveram como uma pessoa muito introvertida.


Ele era muito quieto, e agia estranho algumas vezes, agia como se tivesse uma tristeza muito grande. disse Koury Kashiem, 15 anos.

Lisa Moore, de 16 anos disse que ela conhecia o Jeremy de um programa de suspensão interna da escola. Nós trocávamos bilhetes e ele falava de sua vida, etc, ela disse.

Ela relatou também que Jeremy assinava todos os bilhetes com escreve de volta, e na segunda feira ele escreveu apenas Adeus. Eu não sabia o que fazer, mas eu nunca pensei que ele faria isso.


Entretanto, Sean Forrester, 17 anos, lembra Jeremy como um rapaz amigável sem sinal de distúrbios psicológicos. Nunca pareceu que havia algo de errado com ele. Ele sempre fazia piada de tudo, disse Sean.


O próprio Vedder falou sobre a música em uma entrevista:


A música veio de uma pequena manchete num jornal, por isso eu acho que: você se mata e faz o maior sacrifício que poderia fazer, sacrificando sua própria vida e seu futuro tentando assim se vingar de tudo, da própria vida, de todos... Mas tudo que se pode conseguir fazendo isso é virar uma manchete de jornal, como aconteceu com Jeremy. Sixty-three degrees and cloudy in a suburban neighborhood. ( 15 graus e tempo nublado em uma vizinhança suburbana ) Esse é o começo do clipe de Jeremy e é a mesma coisa que aparece no fim do clipe.. ele se matou e nada mudou, nada muda.. O mundo continua e você se foi. A melhor vingança é viver, e provar a você mesmo que você é capaz. Seja mais forte que essas pessoas (que se suicidaram). Então você pode dar as costas e ver como o mundo mudou.


 

O clipe original foi censurado, alegaram que ele incitava jovens à fazer o mesmo então editada a cena final antes de aparecer os colegas do Jeremy paralisados. A cena mostrava Jeremy colocando a arma na boca e apertando o gatilho, agora na versão liberada na hora do tiro a cena muda para os colegas, com aquela cara de horror e medo, ensanguentados com o sangue do Jeremy.

Opinião Verme: Jeremy é uma das musicas instigantes  que eu conheço, além de uma melodia envolvente ela atinge um climax que deixa qualquer um de boca aberta. Infelizmente muita gente não conhece a história e pode ter uma versão errada da musica, achando que pela tradução e pelo clip Jeremy matava seus colegas de classe. Mas o real o sentido da mensagem que a banda quis passar é: O mais importante é viver, problemas familiares, financeiros, de relacionamento, traumas, dificuldades sempre vão existir no mundo, e cada vez serão ainda maiores e mais complicados pelo rumo que a vida moderna está tomando.

Cabe a nós mudar o mundo, não deixá-lo. Não morrer; não cometendo suicídio e nem vivendo às cegas, sem questionar o porquê das coisas, sem mudar o que está errado. Cabe a todos mudar o mundo e tornar a vida mais digna. Pode me chama de ingênuo, idiota ou sei lá o que, mas realmente acredito que cada um e cada gesto por menor que seja pode fazer a diferença.

Acredito na força das palavras, um simples obrigado pode sim salvar o mundo, pedir licença então!!! Nossa é a salvação da humanidade, mas infelizmente são detalhes cada vez mais esquecido que infelizmente refletem no atual estado do nosso mundo, so espero que não precisem de mais casos como o de Jeremy para tomarmos uma decisão demudar as coisas.

 

Ps: Enquanto estava escrevendo esse texto recebi a noticia da confirmação do show de Eric Clapton no Brasil o/, sua turnê passará por São Paulo, Rio de Janeiro e começando por Porto Alegre dia 6 de outubro.

Um dos maiores nomes da história do rock, consagrado por fãs que nos anos 1960 grafitavam “Clapton é Deus”, nas ruas de Londres, passou por altos e baixos na carreira e na vida pessoal, em meio a problemas com drogas e álcool e a perda trágica de um filho de quatro anos, Clapton vive hoje uma das melhores fases de sua carreira. Em setembro do ano passado, lançou o 20º disco de estúdio, Clapton, considerado por críticos e fãs um de seus melhores trabalhos

Achei interessante divulgar os show desse que para muitos é o maior guitarrista de todos os tempos. Peço desculpa pelo longo texto de hoje.

Por Verme: @GuiFabro

4 comentários:

  1. Gostei muito deste post!

    quem é fã mesmo de Pearl Jam precisa saber a história de jeremy a melhor e mais conhecida música da banda! interessantíssimo e muito inteligente tb essa popstagem.

    \,,/ Rock Porra

    ResponderExcluir
  2. Parabéns cara. Post Excelente!

    ResponderExcluir
  3. cara, adorei. a muito tempo que eu queria saber a historia real, essa música é viciante! e gostei muito do seu comentario, otimo.

    ResponderExcluir
  4. vlw ai nem sabia que tinha essa historia por tras dessa musica

    ResponderExcluir